quarta-feira, 15 de março de 2017

Sinopse alterada : "A dor inspira"

Alícia eventualmente é uma boa garota, 18 anos, carioca, cheia de planos, sonhos, tem uma personalidade única, acredita ser várias em uma só. Desde nova enfrentou diversos obstáculos na vida, começando pela separação de seus pais que mudou sua vida drasticamente. Convive e enfrenta o bullying no colégio onde estuda por longos anos, no entanto, conhece pessoas incríveis que fazem com que ela se sinta viva e feliz. Aos 15 anos, recebe uma oportunidade de emprego fora do Brasil, começa então uma viagem inesquecível, onde conhece Troy seu novo “amor”, a situação ideal para o início de uma ilusão. Embora esteja entusiasmada, seja determinada, encontra-se preocupada com os dias vindouros. Ela relata suas aventuras com amigos e grandes perdas inesperadas. Além do mais, um mar de reflexão irá se abrir em sua mente, após se aprofundar nas aventuras amorosas e de uma amizade que trouxeram decepções dolorosas que significavam muito para ela, mas também que traz uma experiência de tirar o fôlego e de inspirar quem já sofreu por um "amor". Sofreu bastante para tornar quem se tornou, acreditar ou não na possibilidade de tornar sonhos em realidade mediante tantos momentos de perdas e dor ? Mas ela acredita que toda a dor foi especial, pois a dor era uma contribuição para o seu amadurecimento pessoal e que ela não é ruim, mas que nos torna melhores do que possamos ser e nos fazer enxergar a vida de uma maneira extraordinária, pois a dor é a inspiração para amar os bons momentos e ultrapassar os momentos ruins de cabeça erguida acreditando em dias melhores, sempre.

Ela espera

Ela é tão linda e tão estranha que não consegue entender a si mesma, por mais que ela tente desvendar a razão de ter deixado aquele sentimento tão lindo e que ás vezes ela considera inútil, por ter tomado grande parte do seu coração. Alguns sentimentos parece que pegamos com nossas mãos e colocamos dentro de nós, outros, temos a leve impressão de que foram colados por Deus, alguém segundo o coração dele para habitar dentro do nosso. É estranho, mas temos a certeza disso quando achamos que acertamos na escolha feita, que acabamos de escolher a pessoa exata, o nosso encaixe perfeito, aquele que vai fazer o amor do nosso coração transbordar intensamente, pois é, nesse momento é que ela falhou, acreditando que seria capaz de amar um outro alguém, tanto o quanto o amava. Na verdade, o sentimento verdadeiro não é anulado pelo tempo e nem a ferida é cicatrizada por outro alguém, tinha que ser ele, ou melhor, ainda é. Ele faz parte dos pensamentos dela, ah, e principalmente das orações. Sabe aquela famosa frase : "Deus, se não for pra ser, tira do meu coração"? Então, ela pensa isso, porém, ás vezes até tem medo de ajoelhar e dizer essas palavras, pois tem medo de que não seja ele, de que não é pra ser. Mas sabe quando passamos por tudo e ainda assim acreditamos que há uma luz no fundo do túnel? O túnel é o próprio coração dela, ah, e ele é a luz, que traz de volta a esperança e faz com que ela acredite que ele realmente é a resposta da oração feita todas as noites antes de dormir. Com os planos que ela faz, dos filhos que ela deseja ter, do pai que ela deseja que os seus filhos tenha. Ela sonha, sonha muito, ninguém disse que sonhar demais é errado, por isso, ela sonha mesmo, às vezes até de olhos abertos, quando olha para os olhos dele e visualiza aquele sorriso que mexe com ela como nunca ninguém havia feito antes, mesmo com raiva, é ele quem a faz sorrir, é o motivo de deixá-la enraivecida e consegue ser o motivo da felicidade. Ela ainda acredita na frase : "Sonhe, Deus ainda realiza sonhos", talvez seja por isso que ela está esperando, pois sonhos ainda se concretizarão e viver o resto da vida ao lado dele, seria um sonho, porém, realizado. Ela espera por ele, pois sabe que será ele, que não adianta abrir espaço para que outro tente ocupar o coração dela, ela até chora, tem medo, medo de que outras pessoas tirem-o dela, que a preocupação que ele tem com ela se vá, que as conversas diferentes cessem e que os bons assuntos acabem, para ela, estar com ele não significa muito, significa tudo. Ela até pensa em dizer, pensa em demonstrar, porém , tem medo, medo da resposta ou da ausência da mesma, o silêncio dele traz saudade e a fala os sorrisos mais sinceros que ela já sorriu durante toda vida. Sabe aquele sorriso bobo? Então, é esse mesmo que ela dá quando olha para aqueles olhos intensos dele, ela espera por ele, pois ele a trata diferente de todas outras, fazendo com que ela se sinta especial e única em sua vida.

Sou solteira, e daí?


Sou uma jovem : independente, sonhadora, apaixonada pelas coisas simples da vida, gosto de café forte, bons livros e um alguém parar amar. Porém, esse alguém sou eu mesma, quando eu disse alguém para amar, não estava me referindo a nenhum ser humano para me preencher, não se preenche quem já é completa por inteiro, apenas se encaixa. Estou inteira demais, solidão também é companhia. Sentir falta de ter alguém ao nosso lado não é estar desesperadamente em busca de um alguém, eu sinto falta, porém, não busco por ninguém, amor é um sentimento muito profundo para depositar em pessoas rasas. Afinal, chega um momento em que devemos parar de procurar, de tentar encontrar e esperar ser encontrada, esperar exige tempo, tempo traz consigo a paciência, logo, a experiência.
 Não tenho todo tempo do mundo, minha vida é corrida, porém, faço tudo o quanto amo, tudo por mim e para mim, sem se preocupar em agradar quem está a minha volta, acredito que o reconhecimento pessoal é melhor do que o reconhecimento das pessoas em geral, o que pensam, pouco me interessa.
O importante mesmo não é como enxergamos as situações e sim como lidamos com elas. Acordo cedo quando posso, sem se preocupar em mandar bom- dia para alguém que tanto me ignora, se estiver lá, beleza, vou responder, quando der. Antes de falar de mim, caminhe por onde passei, caia, mas levante, tenha a mesma força que eu tive para suportar as feridas causada por diversos obstáculos ao longo da minha trajetória, minha vida, minhas escolhas, escolhi estar solteira, até quando for pra ser. A verdade é que merecemos muitas pessoas boas, tem muita gente boa espalhada por aí, porém, nem todas merece alguém como nós. Não espero pelo príncipe encantado, pois ele é inexistente, não espero a riqueza, mas se um dia eu alcançá-la, que seja sozinha ou com alguém capaz o suficiente para conquistar ela ao meu lado. Estou solteira, porque depositar expectativas em quem não tem nada nos oferecer é cavar o próprio poço de decepção, o que eu quero vai muito além de um relacionamento raso, quero algo profundo, um alguém profundo, que compreenda que viver é maravilhoso, apesar dos pesares, que a vida é linda e que ainda podemos sorrir em meio a tempestade. Solteira sim, feliz por viver bem comigo mesma, por ter sonhos e planos que se passaram de uma folha de papel e vieram direto para a minha realidade, feliz, pois acordo disposta todos os dias a correr atrás do que me traz felicidade. Não quero construir textos com o lápis, para que haja possibilidade de uma borracha apagar, na verdade, quero escrever um livro, uma história ao lado de uma pessoa. E no momento, não encontrei ninguém capacitado para isso. Sou a solteira que alegro com a felicidade dos casais que vivem e celebram o amor recíproco, que vivem a fidelidade, o respeito e a compreensão. O que eu espero vai além de mensagens bonitas, floreios em mensagens enviadas por WhatsApp, quero viver, viver bem, só se vive uma vez e preciso correr o risco de ser feliz. Enquanto isso, vou me descobrindo, invento e me reinvento, não se preocupe comigo, eu estou ótima, não pense que estou chorando pelos cantos, estou estudando, curtindo os meus Hobbies ,construindo minha vida, falando muito de mim para mim e nada dos outros para os outros, pois aprendi que viver é muito mais essencial do que se preocupar como que pensam ao meu respeito, o que pensam, é o que pensa, ah, e o que falam também, as pessoas só criticam quem elas desejam ser, porém, nunca foram capazes o suficiente para isso. Quem eu quero talvez não exista, e se não existir, beleza, torno todos "e se's" em oportunidades para ser feliz, sozinha. Me conquistar é uma tarefa diária e nem todos nasceram com uma gota desse dom, para mudar esse status eu teria que amar intensamente outra vez, de novo, de novo e de novo.

Não quero ser mais uma na sua vida, quero ser a última dela.

Não finja se importar comigo, eu sei muito bem quem diz se importar e quem realmente se importa. Não queira ficar ao meu lado simplesmente porque eu sinto bem ao seu lado, faça o que você achar melhor, na verdade, as pessoas sempre fazem o que consideram melhor para elas. Não pense que vou criar expectativas, antes, eu até poderia pensar em construir algo com alguém, talvez com você, porém, criar pontes de expectativas é ter a consciência de que a ponte pode ou não ser abalada, talvez até mesmo cair, e infelizmente, não estou com desejo algum de correr riscos.
Não tente ficar por perto, se em seu coração há o desejo de partir. Eu vou entender as sua partida, prometo, não continue aqui por mim, continue por você, não é lícito permanecer na vida de uma pessoa somente porque ela sente bem com você, quando na verdade, ambos deveriam se sentir bem com a presença um do outro, o que não é o nosso caso. Eu não sou de insistir em nada, não pense que vou insistir para que eu venha me tornar o motivo do seu sorriso, o primeiro e último pensamento do seu dia, isso é com você. Não quero nada forçado, se for pra haver  interesse que seja recíproco, não espere nada de mim, absolutamente nada, não vou olhar em seus olhos e dizer que eu amo você, que você me faz sorrir com uma simples mensagem, que mesmo  brava você é capaz de arrancar uma gargalhada minha, seguida de um sorriso intenso, que eu conto as horas para poder te ver, só para visualizar em seu rosto um sorriso que me estremece por dentro, sou de muitas palavras e de pouca fala, o que eu gosto mesmo é de escrever o que sinto, demonstrar muito e dizer pouco, ou melhor, quase nada. Perceba nos mínimos detalhes, as pessoas dizem "eu te amo" nas atitudes, só que estamos vivendo um momento em que poucos são capazes de enxergam isso. Eu espero que você esteja bem, que se sinta bem ao conversar comigo todo os dias da nossa vida. Contudo, desejo te fazer um único pedido, seja quem você é e não mude por mim, não quero ser mais uma na sua vida, quero ser a última dela.

Amar intensamente me tornou forte

Sabe de uma coisa?! Todo mundo já guardo dentro de si um sentimento verdadeiro, aquele que parecia não sair em hipótese alguma dentro do peito, trazendo consigo anseio, noites mal  dormidas e construção de planos juntos que não passaram do papel de uma escrita qualquer. Às vezes penso que não faltou mais nada em nossa história, nós nos amávamos, ele não dizia sempre, porém, provou em cada atitude enquanto esteve ao meu lado. Engraçado mesmo é esperar que ele volte, sim, é muito engraçado, esperar por alguém que simplesmente escolheu ir, partiu sem razão, destruindo os planos que escrevi ou pensei na calada da noite, trazendo para mim uma sensação de vazio de amor. Nós éramos felizes, ele me mandava bom- dia todos os dias, dizia que eu era o melhor presente de aniversário que ele havia recebido em toda sua trajetória, me levava pra lanchar, me acompanhava na igreja, nas ruas. Ah, lindo mesmo era quando nossas mãos se entrelaçavam uma na outra, fui acolhida pelo coração dele e por toda a família, eu não me importava em dormir super tarde e acordar com o bom-dia dele para ir trabalhar, era aquele sorriso logo ao amanhecer que me fazia sorrir o resto do dia, não me importava quando ele sentava com o violão e começava cantar enquanto eu lavava louça, cantávamos juntos, mas assim como muitas canções tem um início, também tem um meio e fim. O nosso relacionamento teve um início, um meio e sem querer, um fim. Sempre que eu deitava sobre o ombro dele, ele deslizava as mãos delicadamente sobre o meu cabelo, olhando fixamente para os meus olhos, minhas mãos suavam frio, minhas pernas ficavam trêmulas, sempre com uma dose de comunicação e meu lado tímido de ser, eu sorria, ah, eu sorria intensamente, olhar naqueles olhos era a melhor sensação do mundo. Acho que a vida se torna mais linda quanto conhecemos alguém que nos faça enxergar o quanto somos especiais, ao lado dele eu me sentia a pessoa mais especial do mundo. Tudo era nós, sempre nós dois, vencemos a distância, a saudade e abrimos o nosso coração. Eu jamais me importaria em suportar outro frio doloroso do inverno ao lado dele, meus queixos ficavam trêmulos, mas aquele abraço era o meu cobertor, era tudo o que eu tinha e o que eu precisava naqueles momentos. Tinha ciúmes, compreensão, amizade, companheirismo, ele me entendia como ninguém, até mesmo quando estava calada, o meu silêncio tinha um significado para ele, eu nunca vou entender porque certas coisas boas chegam ao fim, às vezes tenho certeza de que não faltou nada em nossa história, ele só precisava me conhecer e eu só precisava conhecê-lo, amar intensamente me tornou forte, forte para aceitar que o fim do nosso relacionamento seria a chance de recomeçar e acreditar que ainda eu posso ser feliz, talvez não hoje, nem amanhã, nem mês que vem, porém, quando der, quando for pra ser, pois nada faltou em nossa história, o que faltava era uma borracha para apagar da minha memória tudo o que eu pensei que duraria pra sempre e que durou menos do que eu esperava. 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Não culpe o seu coração.

Não culpe o seu coração. Não culpe-o pelas vezes em que você acordou e digitou um bom-dia com um sorriso estampado no rosto, pelos dias em que você estava prestes a arrumar a mala da sua vida e partir sem dar explicações para a pessoa que ama. Não se culpe por carregar tanto amor dentro do peito, são raras as pessoas que carregam ele dentro de si. Tudo o quanto é raro, é valioso, precioso e precisamos manter perto de nós, ah, e você é. Não culpe o seu olhar por encher de lágrimas ao ler algo que não desejava ler, os seus ouvidos por ouvir algo que não desejava estar ouvindo, suas mãos por ter entrelaçado nas mãos de quem mais te feriu, de quem tinha capacidade de transformar sua vida em felicidade, porém, te quebrou por dentro. Não se culpe pela insônia causada pelas noites em que ficou acordada fazendo planos, construindo expectativas em cima de expectativas. Você ainda vai ser feliz. Olha, não sei quando e com quem, mas vai. A felicidade chega quando menos esperamos. Não é sua culpa amar demais, sonhar demais, você nasceu para isso, tranque o seu coração para a culpa, deixe ele aberto apenas para resgatar o melhor de si que está aí escondido por muito tempo. Tentaram apagar o seu brilho, o brilho do seu olhar, do seu sorriso. Mas não desista de si mesmo. Culpado é quem não ficou, é quem fez com que as lágrimas caíssem do seu olhar, quem te fez perder noite de sonos pela saudade e lembrança que passava em sua mente. A culpa não é sua, a culpa não é do amor, a culpa é de quem não sabe somar, de quem não conhece o amor e que precisa se aventurar demais até encontra-lo. A vida quer lhe dar alguém que faça com que seu sorrisos sejam os mais sinceros possíveis, que haja felicidade em suas palavras ao pronunciar o nome da pessoa. Você não precisa chorar por alguém que te feriu, no mínimo precisa de quem precisa da sua presença, sua aventura é a vida, escorregue no mar, tome um banho de felicidade, coloca um sorriso no rosto, põe sua melhor roupa e sai. Leia um livro, ouça uma música, cante, dance, faça o melhor para o seu coração, mas não se culpe. Pare de pensar nele ao segurar o celular em mãos, em visualizar a caixa de mensagem e se entristecer a não ver a mensagem desejada. A culpa não é sua, a culpa é de quem não sabe amar. Às vezes é preciso parar de buscar encontrar o amor e deixar que ele nos encontrar. 



quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O amor não se vê com os olhos

Esperei por você, não porque você merecia isso. Na verdade, foi preciso. Esperei até o último segundo, cheguei no local combinado e não te encontrei sentado naquele banco. Pois é, poderia mesmo ter confiado em você outra vez? Em suas promessas? Elas nunca se cumpriram. Mas não, acreditei mais uma vez, de novo e de novo. Depositei meu coração em suas mãos pensando que você iria segurá-lo, porém, ele foi esmagado, ferido e destruído por um momento.
A aparência engana. Ela nos faz acreditar em quem mente e aparenta carregar o melhor conteúdo interior. Quando deixamos que a aparência seja a responsável fonte de reconhecimento do valor de um ser humano por dentro, passamos a alimentar expectativas que geram decepções futuras.   
         Porém, existem momentos que apesar dos desencontros, dos caminhos que se divergem ao longo dos nossos passos, reencontramos seres humanos que fazem com que as nossas feridas se cicatrizem, portanto,passamos a entender porque todas outras tentativas falharam, que tudo precisa dar muito errado, para depois dar certo. Dizem que tentar demais cansa, que o ideal seria se todos acertassem de cheio na primeira escolha feita pelo olhar. Na verdade, os olhos falham e nos permite cair em poços escuros de decepção e frustração, por isso, o correto é fechar os olhos da carne e abrir os olhos da alma, é simples alcançar a possibilidade de ver a capa, difícil mesmo é ter a decência para visualizar a essência que muitos ou poucos carregam, contudo, a minoria conhece.
      Meus olhos falharam, com diversas alternativas para escolher, assinalei a opção incorreta, sem saber que isso me jogaria em um poço escuro de saudade e lembranças de um passado mal resolvido e mal aproveitado. Culpo os meus lindos olhos castanhos claros, pelo dilema causado no meu coração, simplesmente por ter feito a escolha errada no momento em que tudo estava fluindo em minha vida. Joguei tudo para o alto, deixei uma das melhores partes de mim fora das minhas decisões, o meu coração, por isso, escolhi errado, escolhi você. Segundo William Shakespeare : “O amor não se vê com os olhos, mas com o coração”. O amor e ódio são sentimentos que passam por nós, mas que talvez não nos pertencem, ou sim.